Como fazer a diluição de produtos químicos

18/06/2019
por Luís Magalhães

Uma boa forma de poupar nas limpezas, e fazer uma limpeza mais eficiente de um modo geral, é através da diluição dos produtos de limpeza. Para além de ser mais económico, é também recomendado em alguns produtos para evitar que a alta concentração de químicos estrague materiais e superfícies.
No entanto, a diluição em demasia do produto pode torna-lo ineficaz e pode ser preciso uma segunda aplicação o que torna o método pouco económico. Alguns produtos não devem ser diluídos, antes de optar pela diluição consulte o rótulo do produto em questão.

Mas então, como devo fazer a diluição?

Como é sabido: diluir significa adicionar uma porção de água ao uma porção do produto.
Quando a diluição é feita por rácio – maior parte dos produtos – o número mais pequeno representa a porção do produto químico e o número maior representa a porção da água. É importante não trocar estes valores, para evitar um desperdício de produto e para evitar que os químicos estraguem as superfícies a serem limpas.
Um rácio de 1:10 significa que deve adicionar uma porção do produto em cada dez porções de água. Uma porção de água deve ser igual a uma porção do produto. 
Um rácio de 1:50 significa que deve adicionar uma porção do produto em cada cinquenta porções de água.

3 passos para fazer a diluição corretamente:

Passo 1: Que quantidade de produto é preciso?

Verifique quanto de solução é preciso para fazer a sua limpeza. Por exemplo, se você tem um balde de 20L e gostaria de fazer mais ou menos essa quantidade, podemos partir daí.

Usando esse balde então, vamos fazer 20L de solução com o seu produto de limpeza. Mas primeiro, precisamos transformar essa quantidade de Litro para mL.

1L é igual a 1.000mL então 20L é igual a 20.000mL

Passo 2: Qual é o rácio da diluição?

Veja no rótulo do produto ou na ficha técnica qual é a diluição recomendada. Vamos assumir que neste exemplo é 1:10.

Isso significa que são 11 partes: 1 parte de produto + 10 partes de água. 

Passo 3: Fazer as contas

Agora dividimos o volume total da solução, que são os 20.000mL que vimos no passo 1, pelo número de porções, 11, encontrado no passo 2.

20.000/11 = 1.818mL

Isso significa são precisos 1.818mL de produto concentrado.

Agora usamos o volume total da solução, 20.000mL e diminuir o volume de produto encontrado, para saber a quantidade de água necessária.

20.000-1.818 = 18.182mL

Isso significa que são precisos 18.182mL de água.

Agora sabemos que precisamos de colocar no balde de 20L 18.182mL de água e depois adicionar 1.818mL de produto.

Pode usar baldes ou copos medidores para fazer as diluições.

Deve a minha empresa ter uma máquina de água?

11/06/2019
por Luís Magalhães
máquinas de água

 

Atualmente existe uma preocupação crescente em beber regularmente água para que o nosso corpo esteja hidratado.

É essa tendência cada vez maior que tem levado as empresas a investirem em máquinas de água para os seus escritórios.

Se pretende aumentar o nível de performance dos seus colaboradores, comece por coisas essencial, como, dar-lhes água de qualidade. São pequenas coisas que fazem toda a diferença e conferem ao local de trabalho uma dinâmica completamente diferente.

 

Os tipos de máquinas de água

Máquina de água com garrafão

Máquinas de água com garrafão reutilizável, não sendo necessário a ligação à rede. Dispões da possibilidade de escolher entre água quente, fria e natural. Vários tamanhos disponíveis.

Máquina de água com ligação à rede

São máquinas de água com ligação à rede pública, sem necessidade de garrafão e com o filtro de água de carbono incluído. Disponível com interruptores para água fria, quente e natural. Existem vários tamanhos. 

Bebedouros com ligação à rede

Bebedouro

 Requerem entrada de água e bujão de drenagem. Incluí termostato para controlar a temperatura da água e pedal para controlar a saída da água. Como as máquinas de água, também existem vários tamanhos.

Como eliminar por completo os germes da louça

28/05/2019
por Luís Magalhães
louça na máquina
Tão importante como preparar uma boa refeição, é ter os cuidados para manter um certo nível de higiene.

As equipas de cozinha dedicam grande parte do seu tempo a cumprir regras de higiene como controlo da qualidade dos alimentos, verificação das temperaturas ideais e outros assuntos relacionados com a segurança alimentar. Um ponto que merece bastante atenção é a lavagem e higienização da louça.

A forma talvez mais eficaz de eliminar os germes presentes na louça é lavar a louça a temperaturas elevadas. Geralmente, lavagens a partir dos 70º eliminam a maior parte dos micro-organismos que podem ser nocivos para saúde.

As máquinas lava-louça utilizam 60º de temperatura para a lavagem e entre 70º e 90º para o enxugamento (segunda parte do ciclo).

Quando se lava a louça à mão não é possível utilizar temperaturas tão elevadas. Então, após o enxague, é recomendável deixar a louça durante 10 minutos mergulhadas em álcool 70%.

É importante relembrar que nenhum destes dois métodos esteriliza a louça. A esterilização da louça só é possível por outros meios físicos como calor e pressão em autoclaves, radiação ou químicos com agentes desinfetantes próprios.

Sinalização de segurança no trabalho

21/05/2019
por Luís Magalhães

A sinalização de segurança fornece indicações perante possíveis perigos. A utilização de uma sinalização adequada ajuda-nos a prevenir os riscos, mas apenas como um complemento das medidas de segurança adoptadas, dado que a sinalização, por si só, não elimina o risco existente.

De modo a geral, a sinalização deve ser utilizada sempre que seja preciso:

  • Avisar da existência de determinados riscos, proibições ou obrigações;
  • Alertar sobre situações de possível emergência que exijam medidas de proteção;
  • Identificar e facilitar a localização dos meios ou instalações de proteção, evacuação, emergência ou primeiros socorros;

Existem vários tipo de sinais de segurança de segurança:

Sinais de obrigação

Sinais de perigo

Sinais de aviso

Sinais de emergência

23 Formas de recompensar os seus funcionários de forma original

07/05/2019
por Luís Magalhães
escritorio
Todos os funcionários de uma empresa, loja e instituição gostam de ser recompensados pelo seu trabalho e dedicação. No artigo de hoje enumeramos mais de 20 formas para gestor o fazer.


Confirma em baixo as 23 formas:

1. Horários flexíveis: permita que a sua equipa trabalhe quando se sente mais rentável. A flexibilidade pode ser valiosa para quem trabalha consigo.

2. Uma nota de agradecimento: dizer “obrigado” sobre alguma acção específica pode ser muito recompensadora. Faça-o individualmente mas de forma autêntica, como por exemplo, deixar uma nota em cima da secretária ou no cacifo.

3. O escritório do chefe: troque de secretária com o seu empregado, por um dia. Cada um continua com as suas funções mas em espaços de trabalho diferentes.

4. Estacionamento privilegiado: recompense os seus funcionários com um lugar de estacionamento principal.

5. Dia de folga à escolha: ter um dia de folga é sempre recompensador, principalmente quando podem escolher o dia.

6. Excursão: leve os seus funcionários para uma visita às instalações de um fornecedor, por exemplo. É uma forma divertida de aprender mais sobre quem trabalha convosco.

7. Café Gourmet: substitua o café habitual por uma seleção de cafés gourmet exclusivamente para a equipa.

8. Pequeno-almoço: ofereça um pequeno-almoço diversificado à sua equipa e ajude-os a servirem-se.

9. Carros a brilhar: contrate alguém para lavar os carros dos funcionários enquanto estão a trabalhar.

10. Atribua um nome: nomeie um espaço no seu escritório com o nome do melhor funcionário do mês. Vá alterando o nome todos os meses.

11. Formação: pergunte-lhes o que gostavam de aprender e contrate um formador para realizar uma sessão – aula de culinária, por exemplo.

12. Agradeça: Apenas diga “Obrigado”. É uma palavra bastante poderosa e por vezes basta ser sincero para o empregado se sentir reconhecido.

13. Bilhetes da lotaria: dê-lhes a hipótese de ganharem dinheiros oferecendo bilhetes para lotarias e outros jogos.

14. Musica: se o seu escritório tem música de fundo, deixe os seus funcionários definirem a playlist por um dia.

15. Empregado do mês: atribua este título mensalmente e recompense o funcionário eleito.

16. Reuniões: quando um funcionário tem uma boa ideia ou finaliza um projeto faça-lhe referência nas reuniões da empresa.

17. Dia da família: escolha um dia em que os funcionários possam trazer a família para a empresa para alguma atividade.

18. Churrasco: organize um almoço churrasco para os funcionários e as suas famílias.

19. Decorar nomes: decore o nome de todos na empresa e utilize-os. Por exemplo, em vez de apenas agradecer diga “Obrigado João”.

20. Prémios de carreira: faça um quadro onde reconhece todas as pessoas que já trabalharam na empresa pelo menos um ano.

21. Dia da Inovação: reserve meio dia na semana onde possam trabalhar num projeto pessoal ou em algo que queiram desenvolver.

22. Atribuir nomes: atribua o nome de um funcionário a um produto ou prémio que ele tenha sugerido.

23. Respeito mútuo: todas as formas de reconhecimento podem ser desvalorizadas se não respeitar os seus colaboradores em tudo o que faz e diz.

5 Dicas para poupar água na limpeza

30/04/2019
por Luís Magalhães
Como poupar água

O preço médio do metro cúbico (mil litros) de água em Portugal ultrapassa os dois euros. Ao limpar o escritório com a esfregona mensalmente poderá gastar entre 2400 litros e 9500 litros de água por ano. É possível limpar o escritório sem gastar água?

Limpar um escritório quase a seco não é uma tarefa impossível. Com os produtos certos, e algumas técnicas e truques pode poupar bastante água nas suas limpezas. Veja como:

• Para limpar o chão, use mais frequentemente o aspirador em vez da esfregona. Além de mais prático, o eletrodoméstico permite adiar o uso da água na limpeza do chão.
• Limpe o chão e outras superfícies de fácil acumulação de lixo diariamente e evite que a sujidade se acumule – assim não vai ser preciso usar água tão cedo. Com um pano de microfibra é possível manter as superfícies limpas a seco.
• Para limpar vidros, misture a água com o seu limpa vidros num borrifador.
• A limpeza de paredes pode ser feita com produtos com pouca espuma, desta forma basta um pano húmido para o enxague
• Para limpar cozinhas e casas de banho utilize lenços de limpeza com álcool

Dicas para o uso de desinfetantes

18/02/2019
por Luís Magalhães

O desinfetante é um dos principais produtos de limpeza e é responsável pela eliminação da maior parte das bactérias prevenindo possíveis infeções. No entanto, uma utilização desadequada pode danificar certas superfícies e pisos. Mas então, qual é a maneira mais adequada, económica e eficiente de usar um desinfetante? Veja a seguir algumas dicas para o uso de desinfetantes.

Principais sítios para usar desinfetantes

Uma vez que o desinfetante é responsável pela eliminação de bactérias o seu uso é indicado em locais que tendem a acumular mais bactérias como casas de banho e cozinhas.

Onde não usar desinfetantes

Nunca use desinfetante em eletrodomésticos ou produtos eletrónicos. Ao usar desinfetante em produtos eletrónicos pode danificá-los. Não é aconselhável nem necessário a mistura de desinfetante com outros produtos de limpeza. Passe o desinfetante primeiro, e depois de seco aplique outros produtos caso precise. No uso de desinfetantes é crucial ler sempre as informações disponíveis no rótulo e usar luvas.

Como desinfetar cozinhas

  • Limpar diariamente as superfícies nas quais a comida é preparada. Utilize um borrifador e um pano macio e evitando excesso do produto.
  • A banca está sempre em contato com pratos, talheres e alimentos tornando essencial desinfetá-la cuidadosamente. Além de lavar e desinfetar a superfície, também a deve secar uma toalha para que a humidade não acelere o crescimento das bactérias.
  • Todos os dias deite o saco do lixo da cozinha fora, não só para evitar o mau cheiro, mas também para evitar que as bactérias se proliferem. Uma vez por semana deve usar desinfetante na lata do lixo.
  • Tábuas de cortar carne, legumes e pão também devem ser desinfetadas com frequência. A melhor prática é esfregar as tábuas com uma solução de limpeza à base de cloro para matar as bactérias que se proliferam nos poros do material.

Como desinfetar casas de banho

  • Limpe e desinfete com frequência as superfícies que são tocadas diariamente, como a maçaneta da porta, torneiras e o suporte do rolo de papel higiênico.
  • Para a sanita, utilize uma esponja com detergente ou álcool na parte externa, no assento e na tampa. Depois seque tudo com um pano. Na parte interna pode limpar com o auxílio de uma escova específica para vaso e desinfetante. Aplique a solução, esfregue, e ao fim de 10 minutos puxe o autoclismo.
  • O chão deve ser limpo diariamente com o auxílio de um pano húmido e desinfetante. A cada sete dias, recomenda-se uma limpeza mais a fundo, com o uso de lixívia. Lembre-se de secar bem o local após concluir a limpeza para evitar que a humidade acelere o crescimento de bactérias
  • Especial atenção para outras áreas que permanecem húmidas por longos períodos

Casa da Higiene - Empresas

20/05/2016
por Luís Magalhães

Casa da Higiene - O site de higiene e limpeza indicado para as empresas.

Plataforma online profissional de produtos de higiene e limpeza com uma grande e variedade de produtos para utilizar no dia-a-dia.


A Casa da Higiene tem como objectivo para com as empresas, garantir melhores condiçoes de trabalho num estado de bem-estar fisico e mental.

Sendo a Higiene a melhor arma para a manutenção da saúde, devemos manter limpo os nossos corpos e o ambiente em que trabalhamos, é uma tarefa individual e indispensável.

Temos assim os melhor produtos ao dispor para combater todas as maliosidades e para manter todo o espaço limpo e com um ambiente agradável.

 

A plataforma online juntamente com os nossos profissionais serão os parceiros ideais na gestão e compra de produtos de limpeza para as empresas.


Compre bem , compre na Casa da Higiene Online!

Papel - Todo um tipo de papel suave consumível

10/05/2016
por Luís Magalhães

Casa da Higiene - O site de higiene e limpeza indicado para as empresas.

Plataforma online profissional de produtos de higiene e limpeza com uma grande e variedade de produtos para utilizar no dia-a-dia.



O Papel higiênico jumbo da casa da higiene é um tipo de papel fino e absorvente, que se desmancha em contato com a água, utilizado para uso sanitário e higiene pessoal.

É todo um papel uniforme e com uma tremenda suavidade, fácil de manusear e que o deixa com a pele macia.


A plataforma online juntamente com os nossos profissionais serão os parceiros ideais na gestão e compra de produtos de limpeza para as empresas.

Compre bem, compre na Casa da Higiene Online!

Comentários

Não foram encontrados posts

Deixe-nos a sua opinião